#ReformaPoliticaJa

#ReformaPoliticaJa

 

 

É hora de efetivar a máxima de que todo poder emana do povo.

Pelo Cunha, pela irresponsabilidade fiscal, pelo mau uso dos recursos públicos, pela evidência de compra de votos na reeleição, pelos estelionatos eleitorais, pela péssima gestão da educação, da saúde e da segurança, pela falta de um sistema tributário decente, pela falta de educação cívica da população, pelas desigualdades sociais abissais, pela falta de critério na escolha dos cargos de confiança, pela incompetência histórica na gestão dos juros, pelo descumprimento de boa parte da Constituição da República.

Eu voto sim para uma Reforma Política.

Sugestão de MedidasPela cassação do mandato de Eduardo Cunha

– Proibição de membros do poder legislativo, ministério público e judiciário assumirem cargos no executivo;

– Prazo de quatro anos de desincompatibilização para juízes e procuradores serem candidatos ou assumirem cargos de comissão em governo;

– Redução dos suplentes no Senado, sendo mantido o mandato do suplente até a próxima eleição que ocorrer (seja municipal, ou nacional);

– Limite de número de mandatos, bem como restrições de 4 anos à candidatura de parentes;

– Definição de quota de 35% das cadeiras do poder legislativo para as mulheres.

– Participação dos conselhos na escolha e na avaliação periódica dos cargos de confiança de segundo e terceiro escalão;

– Revisão das coligações, com voto proporcional;

– Responsabilização dos partidos políticos e criminalização do “Caixa 2”

– Proibição de ex presidentes, governadores e prefeitos concorrerem à reeleição, facultando no caso de um mandato consecutivo;

– Inclusão de cidadania política no ENEM;

– Revisão das penas para juízes condenados, com fim da aposentadoria integral em caso de condenação.;

– Limitação do domicílio eleitoral ao local onde a pessoa nasceu ou onde reside efetivamente.

– Ampliação do tempo de campanha, restringido algumas situações;

– Aumento da discussão programática, com fortalecimento das prévias e exclusão de alguns mecanismos desiguais intra partidários(como voto por procuração, direito a votar mais de uma vez) .

– Cumprimento da proibição de congressistas serem proprietários ou administrarem concessões, em especial de rádio e tv.

– Proibição de nomes como “pastor”, “coronel”, “padre”, “professor” etc no nome do candidato

Participe da cocriação: clique aqui.

 

 

 

 

 

 

Compartilhe:

Deixe um comentário

Nome (obrigatório)
Email (obrigatório)
Comentar (obrigatório)

Você pode usar tags e atributos HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>